Mostra final do Projeto Fliperama – uma realização da ECOS com patrocínio da Petrobras

frente

Mostra gratuita de jovens do Projeto Fliperama, “Ruas Incarnadas”, acontece entre 14 e 28 de junho na Casa de Cultura Tendal da Lapa, em SP

A ECOS, os Jovens e a Equipe do Projeto Fliperama tem o prazer de convidá-los para a Mostra Ruas Incarnadas, em cartaz entre os dia 14 e 28 de junho na Casa de Cultura Tendal da Lapa, em São Paulo.

A Mostra reúne as experiências, os processos de criação, e as intervenções urbanas realizadas entre 2013 e 2015 por jovens do Projeto Fliperama, moradores da região da Brasilândia em São Paulo.

“Ruas Incarnadas” oferece ao público a oportunidade de conhecer estes processos de criação por meio das performances, oficinas, exposições de vídeos e outras atividades realizadas pelos três Grupos do projeto: CorpoCidade, Gnomos e Em Crise.

O desafio maior destas atividades, foi o de criar, em conjunto com os jovens, ritos de passagem que oferececem condições para que eles pudessem se expressar e intervir na paisagem urbana e nos espaços públicos da cidade ao redor.

Partindo de linguagens artísticas como teatro, música, desenho, texto, fotografia e vídeo, os jovens e os educadores multimídia, puderam ocupar o espaço público de uma maneira diferente e inovadora.

Este foi o começo de um processo de descoberta e conhecimento que durou três anos e que agora chega ao seu final com a realização da Mostra Ruas Incarnadas.

“Foi um trabalho de libertação do corpo, de suas opressões cotidianas, de seus automatismos, de suas carcaças; um processo que nasceu do encontro com o outro, com a rua e com a cidade em que vivemos” – explica um dos educadores do Projeto Fliperama.

O resultado deste trabalho você pôde ver entre os dias 14 e 28 de junho, período em que a Mostra Ruas Incarnadas fica em cartaz na Casa de Cultura Tendal da Lapa.

Todas as atividades são gratuitas e todas as intervenções estão abertas à participação de novos jovens. Se você tem entre 13 e 17 anos e deseja participar deste processo criativo que durará apenas até o final de junho, inscreva-se pelo email mostrafliperama@gmail.com, informando em qual das performances deseja estar.

*Programação completa e guia de intervenções, performances e oficinas abaixo.

 

Sobre o Projeto Fliperama:

O Projeto Fliperama realiza intervenções urbanas na região da Brasilândia em São Paulo. Formado por um grupo de jovens e coordenado por educadores multimídia, o Fliperama propõe a transformação do território, a partir de trabalhos artísticos e intervenções que dialogam com o território físico e subjetivo dos jovens.

Realização: ECOS – Comunicação em Sexualidade e Projeto Fliperama com patrocínio da Petrobras.

Apoio: Prefeitura de São Paulo – Cultura; Espaço Cultural Tendal da Lapa; Subprefeitura Freguesia do Ó / Brasilândia; Casa de Cultura da Brasilândia.

Parceria: Plataforma dos Centros Urbanos; Unicef; Viração; Agência Jovem de Notícias.

Maiores informações:

Mostra Ruas Incarnadas

Local: Casa de CulturaTendal da Lapa – Rua Constança, 72, Lapa, São Paulo – SP

De 14 a 28 de junho das 9:00 às 22:00

Abertura: 14 de junho das 13h às 18h

Assessoria de imprensa: Mauricio Cavasin

Telefone para informações: (11) 96602-3832 / (11) 99231-6666

Todas as atividades são gratuitas.

www.fliperama.org.br

www.facebook/projetofliperama

 

Programação Completa:

DE 14 DE JUNHO A 28 DE JUNHO:

Exposição de trabalhos realizados ao longo de dois anos pelos jovens da Brasilândia com coordenação de 3 educadores: Marcela Varconte (Grupo Corpo Cidade), Thais Di Marco (Grupo em Crise) e Tommy Pietra (Gnomos). A exposição está aberta diariamente, das 9h às 22h e tem entrada gratuita assim como todas as outras atividades.

 

DIAS 19, 22, 23 e 26 de junho, das 14h às 16h:

MOSTRA DE VÍDEOS

Exibição de vídeos dos trabalhos realizados (registro do processo e das intervenções) pelos jovens do Projeto Fliperama e de parceiros.

DIAS 18 e 25 de JUNHO, às 14:30h:

SOB O SIGNO DO SANGUE – Grupo Gnomos

Os Gnomos realizam a intervenção Sob o Signo do Sangue, um trajeto teatral em 4 partes que ocupa toda a área do Tendal e convida o público a participar de uma viagem simbólica da evolução humana: a mistura total de raças, a divisão familiar, o comércio ilegal de sangue e o julgamento dos vendedores. Duração: 80 minutos.

DIAS 19 e 26 de JUNHO, das 18h às 21h:

LADO M. – Grupo Corpo Cidade

A proposta concentra-se nas linhas de fuga do adequado, domesticado, normatizado. Na percepção do corpo, de nossos monstros particulares, de nossas singularidades inegociáveis. Fortalecer o subjetivo para chegarmos ao coletivo. A transformação social não só como um projeto político mas como um estilo de vida. Fazer de seu próprio corpo uma utopia, fazer de sua própria voz uma transgressão, fazer de suas próprias escolhas uma revolução.

Os Monstros surgirão de um cubo de plástico, apertado e incômodo. Serão expelidos. Buscam uma morada, uma vila, um projeto cenográfico. Trabalham em mutirão. Constroem, realizam seus rituais, brincam e convidam o público a tornarem-se monstros também. Eles ocuparão o espaço externo e de lá sairão em manifestação, numa espécie de cortejo, convidando o público para participar.

DIAS 17 e 19 de JUNHO, das 14h às 18h:

FAST FOOD PERFORMANCE SHOW – Grupo em Crise

Performances individuais criadas a partir de falsas entrevistas realizadas por grandes falsos jornalistas com grandes falsos artistas. Constitui uma grande e falsa festa temática que veicula o nosso desejo real de decisão e prática utópica da liberdade. Yes, we can também!

DIAS 20 e 27 de JUNHO, das 17h às 17h30:

PERFORMANCE EM CARNA: MISCÍVEL ANCESTRAL

Partindo do texto “Elas levam a vida nos cabelos” de Eduardo Galeano, a performance remete à ancestralidade e à miscigenação, questionando os rótulos raciais, a partir da negação da cor parda como raça.

Concepção: Heloísa Feliciana

Performance: Heloísa Feliciana e Tuany Damasco

Colaboradores: Bianca Kelly Souza, Marcos Wilder, Marcela Varconte e Lila Barbosa.

DIAS 24 e 26 de JUNHO das 14h às 18h e 27 de Junho, das 17h às 18h30:

DESOBEDIENTES – Grupo em Crise

Pocket prática de dança enquanto relações de poder. Treine para liderar, para organizar, para produzir, para destruir. O poder está no corpo, a liberdade também. Eles estão treinando… e você?

DIA 28 de JUNHO, das 14h às 18h:

ENCERRAMENTO

Comments are closed.

  • ÚLTIMAS DA REDE REGES NO FACEBOOK

    No recent Facebook posts to show

© 2014 ECOS - Comunicação em Sexualidade. Todos os direitos reservados.